Programa “Vizinhança Solidária – Batalhão Participativo”: Em busca da melhoria na segurança da Zona Sul de Natal

Programa “Vizinhança Solidária – Batalhão Participativo”: Em busca da melhoria na segurança da Zona Sul de Natal

O programa “Vizinhança Solidária – Batalhão Participativo” tem a missão precípua de resgatar o entrosamento entre os moradores dos bairros atendidos pelo 5º Batalhão e a PM a fim de estabelecer um vinculo solidário no combate à criminalidade local e na busca de soluções adequadas para os problemas concernentes à segurança dos moradores. Neste sentido, o 5º BPM, através de seu comandante Major Correia Lima, incentiva a criação de grupos de moradores denominados “Células” ou Conselhos de Segurança (CONSEGs), para coordenarem os setores na localidade e, quando necessário, acionar a PM para auxilio ou orientação.

Esse projeto une a vizinhança com o intuito de fazer a diferença e já está presente em vários bairros da Zona Sul de Natal: O Vizinhança Solidária. Uma iniciativa simples, mas eficaz. Placas são fixadas nos postes das ruas que fazem parte da área de vigilância do Vizinhança Solidária e do Batalhão Participativo! Qualquer suspeita pode ser acionada pela vizinhança graças a um sistema de comunicação simples. É a maior participação da sociedade no combate à insegurança que possibilita uma melhor atuação da policia na proteção ao bem comum. O programa acumula uma significativa melhora no combate aos crimes contra o patrimônio com média de 58% de redução e o resgate da sensação de segurança.
Também buscando uma gestão participativa, o 5º BPM implementou o “Batalhão Participativo” que objetiva a adoção de métodos de gestão participativa, a partir de uma construção de diagnóstico do ambiente interno e externo com a cooperação efetiva dos policiais definindo metas e objetivos. Esse projeto constrói um canal direto de debate e decisões entre batalhão e comunidade: fonte de sugestões, críticas, denúncias e elogios, além de divulgação dos trabalhos de 5º BPM.
Para Raphael Menezes, presidente do Conselho de Capim Macio I, com a mudança de postura da comunidade e a presença constante do Major Correia Lima na própria comunidade, ouvindo, explicando e realmente se importando com a diminuição da criminalidade, estamos dando passos largos para trazer de volta a tranquilidade para nossa comunidade.
Programa “Vizinhança Solidária – Batalhão Participativo” 
A Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN) – 5º BPM tem mais um caminho de contato com a população por meio das novas tecnologias e redes sociais. Além do Facebook, Twitter e do Portal PMRN a corporação também pretende interagir com as pessoas por meio do aplicativo Telegram, ferramenta com a mesma proposta do popular Whatsapp, porém com maior capacidade de inserção de usuários.
Em um mesmo grupo, por exemplo, o Telegram comporta até 200 membros.
Não necessariamente tem câmeras. Dos sete conselhos de segurança que fazem parte do 5° BPM, dois Conselhos de Segurança como o do Conjunto dos Professores e Pirangi já colocaram essas placas nos postes em vários pontos Isso faz parte de uma das ações do programa projeto Vizinhança Solidária e Batalhão Participativo. Onde não tem câmeras espalhadas ainda há sempre pessoas com o olhar expectante para caso aconteça quaisquer coisas que violem os nosso parametros de segurança  a policia imediatamente acionada.
Com informações do Blog do BG e do Major Correia Lima





“Vizinhança Solidária - Batalhão Participativo” - Página do Facebook



https://5bpmzonasuldenatal.blogspot.com.br/p/programa-vizinhanca-solidaria-batalhao.html




Nenhum comentário:

Postar um comentário